Paraty. História, Natureza e Caipirinha

Paraty é uma cidade de beleza incontestável. Cidade colonial considerada Patrimônio Histórico Nacional, continua a preservar seus encantos naturais e arquitetônicos.

A cidade naturalmente te conduz a uma viagem no tempo. Passear pelo Centro Histórico de Paraty é caminhar por uma outra época, sobre pedras “pés-de-moleque” em ruas de sobrados requintados.

Foi fundada em 1667 em torno à Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, sua padroeira. Teve grande importância econômica graças a seus engenhos de cana-de-açúcar. No século XVIII, destacou-se como importante porto. Dalí fluía a partir das Minas Gerais, o ouro e as pedras preciosas a caminho de Portugal.

Os casarões e igrejas traduzem um estilo de época. Os símbolos maçônicos aparentes em suas paredes nos levam a imaginar como seria a vida no Brasil de antigamente. E a proibição do tráfego de automóveis no Centro contribui para esta viagem pelo “Túnel do tempo”.

É local para caminhar vagarosamente, apreciando a beleza única das construções históricas. Cidade que respira arte, o centro histórico de Paraty é rodeado de ateliers.

Paraty abriga importantes eventos de arte, artesanato, fotografia, literatura e gastronomia em datas específicas durante o ano. É quando a cidade ferve em termos de cultura.

Ruas feitas com pedras pé de moleque

Ruas feitas com pedras pé de moleque

 

As Praias de Paraty

A baía de Paraty possui próximo a 60 praias, sendo algumas com acesso por carro e muitas com acesso apenas por barco. Especialmente estas últimas possuem uma natureza em estado quase selvagem. Preservam muito da ancestral cultura caiçara com seu artesanato, culinária e meios tradicionais de subsistência.

Os passeios de barco saem do cais de Paraty, junto à bela paisagem da Igreja de Santa Rita, cartão postal da cidade. O passeio de escuna privado é uma excelente opção pra quem deseja curtir a maravilhosa paisagem circundante, aproveitar para mergulhar em praias praticamente virgens, ou simplesmente tomar um sol na proa tomando um drink. O cenário é de tirar o fôlego e a beleza do mar rodeado de mata atlântica produz fotografias espetaculares para os amantes da arte.

Caminho do ouro

Paraty é rodeada pela exuberante Mata Atlantica. E é precisamente alí que está a estrada construída pelos escravos entre os séculos XVII e XIX, a partir de trilhas dos índios Guaianazes. A Estrada Real, ou Caminho do Ouro, ligava Minas Gerais a Rio de Janeiro e São Paulo. No chamado “Ciclo do Ouro”, Paraty exercia a função de Entreposto Comercial e também por sua posição geográfica, porto escoadouro da produção de ouro de Minas para Portugal. Foi uma das mais importantes cidades portuárias do século XVIII.

Bastante preservada, a estrada dá acesso ao Parque Nacional da Serra da Bocaina, que nos presenteia com belíssimas Cachoeiras, ateliers, excelente comida e alambiques. E por falar em alambique, Paraty é considerada a terra da boa água ardente: a famosa cachaça brasileira.

Do Rio a Paraty

Quer conhecer essa cidade histórica? Do Rio de Janeiro são apenas 3:30 de carro. O passeio é realizado em carro privativo

Veja nossos pacotes aqui.